segunda-feira, 16 de março de 2009


No ar,
Um cheiro doce de amor,
No chão,
Roupas jogadas ao léu,
Na cama,
Corpos suados cruzam com ardor,
Levando as nossas almas ao céu...

Sussuros e gemidos
Ecoam pelo recinto,
Olhares se encontram arrefecidos,
Estamos perdidos neste labirinto,
Repleto de sentimentos desconhecidos...

De onde vem
Este estranho sentimento,
Que nos faz remexer os quadris com destreza,
E esperar o gozo a qualquer momento?

Ou toda esta luxúria
É coisa combinada,
Nada mais do que um simples truque da natureza,
Que nos impele a ter
A nossa espécie preservada...
Ronilson Rocha

8 comentários:

Nanda disse...

preservacao da especie-desejo entre o lencol que desnuda dois corpos ali suados.

Lindo! Lindo!

Adoro aqui e nao canso de assim dizer!

Um grande beijo e uma otima semana pra ti!!!

Maria disse...

Um cheiro doce de amor. Que luxo ^^

Fernando Rodrigues disse...

Um cheiro doce de amor peixao sedução, parabéns ta lindo!

bjitos

Fernando

Branca disse...

...o instinto falando mais alto...verdadeiro truque da natureza!

Bom fim de semana pra vc!

OUTONO disse...

Intenso...
Digno de uma princesa.

Beijinho

Cadinho RoCo disse...

O cheiro do amor é inconfundível.
Cadinho RoCo

Nuno G. disse...

Princesa, passei hoje pelo teu reino das palavras ... vou voltar!

Nuno de Sousa disse...

Um texto cheio de sensualidade... gostei bastante amiga...
Bjs
Nuno